quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

ELEMENTOS DA PEDAGOGIA (E ANDRAGOGIA)

ELEMENTOS DA PEDAGOGIA
(E ANDRAGOGIA)

INTRODUÇÃO:
O exercício do ministério de ensino na igreja é extremamente compensador, mas como tudo o que traz grandes recompensas, este ministério é igualmente desafiador.
É possível ser bem-sucedido como professor independente da faixa etária com que você trabalhe?
É possível exercer o ministério só no poder do Espírito, sem estudar outras ciências?
Nesta palestra você vai entender como e quais são os elementos da educação e seus processos, compreender as essências dos métodos de ensino para crianças e adultos e como aplicá-los em sua sala de aula.

  1. ELEMENTOS EDUCACIONAIS E SEUS PROCESSOS.
    1. Conceito de educação: Processo de desenvolvimento da personalidade, tendo em vista a orientação da atividade humana na sua relação com o meio social em que vive.
    2. A prática educativa – É um fenômeno social e universal. É um processo de provisão de conhecimento teórico e experiência universal e cultural para atuar no meio social. Por suas características universais e culturais, a educação não acontece só na escola ou em casa, mas em diversas instituições.
      1. Intencionais -  São influencias com intenção e objetivos definidos conscientemente. Ela envolve métodos, técnicas, lugares e condições específicas prévias criadas para gerar ideias, conhecimentos, atitudes e comportamentos. A educação intencional se divide em duas:
        1. Não formal – Toda forma de educação que acontece fora dos sistemas de educação formal; isto é, através de mídia (livros, TV, internet, música, etc.), movimentos sociais e interações pessoais. Este fenômeno está ligado à experiência de vida da pessoa.
        2. Formal – Esta é a educação sistemática, ordenada e planejada. Se realiza nas escolas, Igrejas, sindicatos, etc.).
      2. Não intencionais – Este tipo de educação se dá por meio de influências do contexto social, do meio onde o indivíduo vive e das circunstâncias vividas com forte aspecto emocional. Essas influências e vivências geram a aquisição de conhecimentos, experiências, ideias, valores, que não estão ligados necessariamente a uma instituição. São situações e experiências espontâneas, mas que influenciam na formação pessoal.
    3. Como cristãos nós recebemos todos estes tipos de educação e por isso devemos nos preocupar com nossas relações de intimidade, as letras das músicas que ouvimos, os lugares que frequentamos, etc.
    4. Então como devemos agir em relação ao ensino intencional e à utilização dos elementos pedagógicos e andragógicos. Isso é o que veremos a partir de agora.

  1. ELEMENTOS PEDAGÓGICOS.
    1. Pedagogia é a arte e a ciência de ensinar crianças.
      1. Arte porque cada mestre tem sua maneira peculiar de ensinar e cada aula de ser um “show”.
      2. Ciência porque ela tem métodos e técnicas que não podem ser desprezados.
    2. Esta palavra tem origem Grega, e é a fusão das palavras:
      1. pedos = criança.
      2. agogé = condução.
    3. Na pedagogia professor é a autoridade central e a estrutura em sala de aula é hierárquica (o que você acha disso?).
    4. A metodologia de ensino na pedagogia dá espaço à criança, mas esse é limitado, haja vista a pouca experiência e conhecimento dos infantes.
    5. O trabalho de ensino pedagógico atua com ênfase na retenção do conteúdo, seja através da memorização, da didática e de conteúdos padronizados.
    6. A aprendizagem pedagógica se dá por meio de fatores externos (conteúdo/professor/ambiente) e é avaliada pelo professor (a criança não vai à escola porque ela quer).
    7. O trabalho do pedagogo é encaminhar a criança em direção ao saber, acrescentando a ela conhecimento e experiências que ela jamais poderia ter por si mesma (o analfabetismo é um exemplo disso).

  1. ELEMENTOS ANDRAGÓGICOS.
    1. A andragogia é a arte a e a ciência de ensinar adultos.
    2. Esta palavra tem origem Grega, e é a fusão das palavras:
      1. andros = homem.
      2. agogé = condução.
    3. Por se tratar do ensino de adultos a abordagem andragógica é bem diferente, pois seu ponto de partida não é o conteúdo, mas o conhecimento prévio do aluno para, a partir daí, transmitir o conteúdo, seja acrescentando, corrigindo ou ampliando o seu conhecimento.
    4. Quando ensinamos adultos o professor não deixa de ser uma autoridade em sala, mas a sua relação com o aluno é de muito mais liberdade democrática (não se proíbe um aluno adulto de sair de sala) e criatividade (sempre se ouve o que o aluno tem a acrescentar, pois isso pode trazer novos insights, inclusive ao professor.
    5. O método andragógico dá mais espaço ao aluno para se expressar, porque este tem experiências e conhecimentos pregressos e pode enriquecer a aula e até mesmo o seu professor.
    6. A aprendizagem andragógica se dá por meio de fatores internos (paixão, desejo de crescimento) e embora possa ter um sistema de avaliação, a maior cobrança vem do próprio adulto, que faz contínua autogestão do seu conhecimento.
    7. O conteúdo do ensino para os adultos visa ser útil para a vida pessoal e resolver problemas (o adulto busca estudar por propósitos práticos).
CONCLUSÃO:
Tendo em vista tudo aquilo que tratamos até aqui quero lhe fazer uma breve revisão e algumas propostas para a sua prática educacional.

  • A educação é um processo onde são desenvolvidas a personalidade, a habilidade para realização de tarefas e a arte do bem viver social.
  • A educação se dá por meios:
    • Intencionais – formais e não formais.
    • Não intencionais – experiências.
  • Haja vista esses meios de aprendizado, nós devemos ser cautelosos quanto à exposição excessiva a qualquer meio de educação que atenda a propósitos não cristãos ou até mesmo anticristãos.
  • Para ensinar a crianças:
    • Estude livros de métodos pedagógicos.
    • Participe de palestras, simpósios, workshops, etc.
    • Estude livros sobre a natureza infantil.
    • Converse com seus alunos sobre o que desejam “ser quando crescerem” e os incentive a estudar para “chegarem lá”.
  • Para ensinar adultos:
    • Estude livros sobre métodos andragógicos.
    • Participe de palestras, simpósios, workshops, etc.
    • Estude sobre os desafios de nossa época para os adultos.
    • Converse com seus alunos sobre suas lutas e anseios.
  • Deus os abençoe.