terça-feira, 17 de dezembro de 2013

O PASTOR

SE TEM CABELOS GRISALHOS, É MUITO VELHO...
MAS SE É JOVEM, NÃO TEM EXPERIÊNCIA.
SE TEM FILHOS, É MUITO PESADO À IGREJA...
MAS SE NÃO TEM FILHOS, DÁ UM PÉSSIMO EXEMPLO.
SE PREGA COM APONTAMENTOS, É MEDÍOCRE...
MAS SE PREGA SEM APONTAMENTOS, É SUPERFICIAL.
SE É VISTO NA RUA, NÃO ESTUDA...
MAS SE ESTÁ NO GABINETE, É NEGLIGENTE.
SE VISITA COM FREQUÊNCIA, É INCONVENIENTE...
SE NÃO VISITA, É RELAPSO.
SE ALONGA NO SERMÃO, É UM CHATO...
MAS SE É BREVE NA PRÉDICA, NÃO EDIFICA.
SE PREGA SOBRE O DÍZIMO, É MERCENÁRIO...
MAS SE NÃO FALA DO DÍZIMO, É UM MAU ADMINISTRADOR.
SE DEDICAR-SE A TUDO NA IGREJA, É ABSORVENTE...
MAS SE DISTRIBUI ENCARGOS, É UM APROVEITADOR.
SE CUIDA DA APARÊNCIA, É VAIDOSO...
MAS SE NÃO PODE VESTIR-SE BEM, É DESPREZÍVEL.
SE TEM POSIÇÕES DEFINIDAS É UM DITADOR...
MAS SE TRANSIGE, É UM POBRE BONECO.
SE ESTIMULA A VIDA DEVOCIONAL, E PIETISTA...
MAS SE APROFUNDA-SE NA ANÁLISE, É RACIONALISTA.
SE SUA ESPOSA E FILHOS TRABALHAM NA IGREJA, QUEREM APARECER...
MAS SE NÃO PARTICIPAM DE ALGO, SÃO INDIFERENTES.
SE REIVINDICA MELHOR HONORÁRIO, É UM INGRATO...
MAS SE SEU SALÁRIO É INSUFICIENTE, GASTA DEMAIS.

QUE QUER QUE FAÇA, OUTRO FARIA MELHOR...
QUE QUER QUE SEJA, OUTRO SERIA MELHOR...
MAS ELE CONTINUA A SER O QUE PELA GRAÇA É:
O PASTOR.

Fonte desconhecida.