quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Não neguei a minha fé!

Hoje fui participar de um evento civil e humanista em celebração ao Dia da Consciência Negra e percebi que alguns amigos aqui do Face e do dia a dia também ficaram preocupados comigo e foram bem sinceros em me declarar isso. Alguns chegaram a questionar se eu estava abrindo mão de minha visão reformada da fé cristã. Louvado a Deus por ter amigos sinceros, fieis e que se preocupam com o meu bem estar espiritual.
Confesso que também fiquei preocupado no primeiro momento em que recebi o convite, mas decidi primeiro ouvir a pessoa que me convidava. Então ela me disse que não se tratava de um "culto ecumênico" (coloco a expressão entre aspas porque não existe esse tipo de culto uma vez que as entidades adoradas são distintas), mas de um evento civil que buscava reunir as diversas expressões religiosas de nossa sociedade uma vez que em todas elas há muitos negros e descendentes.
Portanto, entendi que sendo algo de caráter civil e reflexão social, tudo bem, pois é impossível vários credos ofertarem um mesmo culto uma vez que adoram a divindades diferentes e eu não vou perder tempo "forçando a barra" como se isso fosse possível.
Não estava ali como um adorador, mas como um ministro representante do evangelicalismo de nossa região e anunciei aquilo que o evangelho de Jesus fala acerca do amor e da igualdade e responsabilidade de todos diante de Deus.
Por isso, agradeço de coração aos meus irmãos e amigos sua sincera preocupação comigo e lhes tranquilizo afirmando com convicção que não estou negociando minha fé em busca de reconhecimento político e humano (até porque julgo isso correr atrás do vento).
Deus os abençoe e Soli Deo Gloria.