sexta-feira, 12 de julho de 2013

Pensando um pouco sobre o perdão

Uma breve reflexão bíblica:
"E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas".
Marcos 11:25

"Perdoar é permitir que a pessoa que te ofendeu renasça no seu coração sem que ela seja aquela desagradável lembrança do passado".
Caio Fábio de Araújo Filho (1990).

Quando oferecemos o perdão de que Jesus fala, não nos afastamos das pessoas, nem as desprezamos. Mas continuamos tratando-as com carinho e atenção, assim como o Mestre fazia (Lc 23.34).
Também, quando nos sentimos ofendidos ou agredidos por alguém, não devemos esperar que elas venham a nós (isso pode denotar orgulho de nossa parte de que querer ver o outro se humilhar), mas devemos ir a ele e confrontá-lo com amor e firmeza. Se nos ouvir, ganhamos nosso irmão; se não, devemos então levar uma ou duas testemunhas para que participem da tentativa de reconciliação; caso também não nos ouça, então o caso deve ser levado à Igreja, e se mesmo assim o dito irmão não se arrepender, deve ser desligado da comunhão, pois não demonstra um espírito cristão autêntico (Mt 18.15-17).

Perdoar é manifestar o caráter cristão, buscar a reconciliação com aquele que nos ofendeu é agir à semelhança do nosso Pai.
Que seja assim comigo e contigo para a glória de Deus.

Como dizia Willian Shakespeare: "não perdoar o nosso inimigo é o mesmo que tomar veneno esperando que ele morra".

Por Jesus: Sempre fiel.