segunda-feira, 20 de maio de 2013

Aula de Homilética - O preparo e a apresentação do sermão



O PREPARO DO SERMÃO

1.  Ore e medite para que haja desenvoltura na pregação do sermão.
2.  A primeira preocupação na estrutura do sermão é em preparar o corpo, depois a conclusão e por último a introdução.
3.  Defina a idéia central do sermão.
4.  Depois de definida a idéia central, responda para você mesmo as seguintes perguntas:
     a) O que o autor quer dizer com este texto?
     b) Que aplicação o autor queria dar ao povo dos seus dias?
     c) Que aplicação tem o texto para a minha vida?
     d) Que aplicação tem o texto para a congregação onde vou pregá-lo?
5.  Estabelecer as divisões principais do sermão, que chamamos de “o esqueleto do sermão.”
6.  Fazer um rascunho.
7.  Descobrir um grupo de pensamentos que sejam úteis no desenvolvimento do tema.
8.  Acrescente as idéias complementares que serão “a carne no esqueleto”, e que servirão de apoio as idéias principais. Faça uso de uma chave  bíblica para facilitar  a  desenvoltura  do  corpo.
9.  Veja algumas ilustrações que contribuam para a beleza do conteúdo.
a) Um sermão sem ilustrações é como um edificio sem janelas.
     b) Deve-se evitar ilustrações longas, sarcásticas, histórias que ridicularizam ou piadas.
ü “Os pregadores não se devem habituar a relatar anedotas importunas em conexão com seus sermões, pois isso re- dunda em detrimento da força da verdade presente.A ver- dade deve ser revestida de linguagem casta e digna e as ilustrações empregadas precisam ser do mesmo caráter.” O.E- pag. 166
ü “...De seus lábios não sairá palavra alguma leviana, frívola, pois não é ele embaixador de Cristo, podador de uma mensagem divina para as almas que perecem? Toda pilhéria e gracejo, toda leviandade e frivolidade é dolorosa para o discípulo que carrega a cruz de Cristo. Atendei à ordem: “Sede santos como Eu também Sou santo.”
       Evangelismo, pags. 206, 207

c) As ilustrações explicam e iluminam:
ü Despertam e aumentam o interesse.
ü Ajudam a relembrar a pane prática do sermão.
ü Fortalecem a idéia central do sermão.
ü Provêm descanso mental.
ü Deleitam.
ü Comovem os sentimentos.


A APRESENTAÇÃO DO SERMÃO

O PREGADOR DIANTE DO AUDITÓRIO

a)  Suba à plataforma bem preparado, mas dependente do Espírito Santo.
b)  Comece com calma.
c)  Prossiga de modo modesto.
d)  Não trema.
e)  Fale com clareza, sem declamar.
f)  Empregue frases curtas e bem claras.
g)  Evite monotonia.
h)  Seja sempre senhor da situação.
i)   Não empregue sarcasmos, expressões maliciosas, nem provoque risos, pois o pregador é representante de Deus   e não de um circo.
j)   Não ataque hostilmente.
k)  Ande na plataforma com a devida dignidade.
l)   Não ilustre com narrações longas.
m) Não se elogie a si mesmo.
n)  Não se afaste do texto ou do tema.
o)  Não canse os ouvintes com discursos extensos.
p)  Procure suscitar interesse.
q)  Fale com autoridade, mas não em tom de mando.
r)  Fixe o olhar nos ouvintes.
s)  Não crave os olhos nem no chão, nem no teto, nem tampouco em algum ouvinte particular.
t)   Quando for citar um texto bíblico, cite primeiro o livro, depois o capítulo e por último o verso.
u)  Exalte a Cristo.
“As pessoas não vêm à igreja para ouvir um sermão. Vêm à igreja esperando que o sermão chegue ao coração, satisfaça as suas necessidades e modifique a sua vida. As pessoas querem ser mudadas. Estão cansadas, tão cansadas da vida de fracassos que vivem. Não querem somente pregação, mas ajuda e se alguém pode dar-lhes esta ajuda o povo vem”.
Para você que quer ser Líder, pag. 206
“Não se trata de alguém que “toma a hora” ou “ocupa o púlpito”. Isto não é o que o povo quer. Necessitam de ajuda para viver vitoriosamente.
Necessitam de ajuda para a difícil viagem da vida. Necessitam de reprovação, encorajamento, advertência e amor. Necessitam disto urgentemente, porque a hora é avançada e suas necessidades são grandes.”.
“O pregador que o povo mais ama é aquele que lhes dá ajuda para sua vida diária.”
Para você que quer ser Líder pag. 207