domingo, 7 de outubro de 2012

A imagem de Deus em nós

Texto: Gênesis 1.26 Então disse Deus: "Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais de toda a terra e sobre todos os pequenos animais que se movem rente ao chão". Introdução: Sempre ouvi as pessoas falarem sobre a imagem de Deus em nós, mas nunca compreendi muito bem esse fato bíblico. Por essa razão procurei ler e estudar o que a Escritura ensina sobre essa fantástica realidade e quais as suas implicações. Que o Senhor nos abençoe. 1.A imagem de Deus em nós deriva da natureza divina. a.A imagem de Deus não está na inteligência ou racionalidade – Os anjos também são inteligentes e não possuem a imagem de Deus. b.O Senhor Jeová compartilhou conosco a sua natureza e não apenas a sua inteligência. – “Dessa maneira, ele nos deu as suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tor-nassem participantes da natureza divina e fugissem da corrupção que há no mundo, causada pela cobiça” (2Pe 1.4). c.O nosso Deus é três pessoas que existem eternamente em perfeita comunhão e harmonia amorosa. Veja abaixo três vezes o mesmo citado, mas em cada uma delas referindo-se a uma das pessoas da Trindade. i.Referência ao Pai - "Torne insensível o coração deste povo; torne surdos os seus ouvidos e feche os seus olhos. Que eles não vejam com os olhos, não ouçam com os ouvidos, e não entendam com o coração, para que não se convertam e sejam curados" (Is 6.10). ii.Referência ao Filho - "Cegou os seus olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure" (Jo 12.40). iii.Referência ao Espírito Santo -"Pois o coração deste povo se tornou insensível; de má vontade ouviram com os seus ouvidos, e fecharam os seus olhos. Se assim não fosse, poderiam ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, entender com o coração e converter-se, e eu os curaria' (At 28.27). d.As três pessoas são o Senhor Yavé, assim como seu corpo, alma e espírito é uma única pessoa – “Que o próprio Deus da paz os santifique inteiramente. Que todo o espírito, a alma e o corpo de vocês sejam preservados irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (1Ts 5.23). Mas o que é essa parte da natureza divina que está em nós e que nos identifica como tendo a imagem de Deus. 2.A imagem de Deus em nós é a capacidade de viver em comunhão e amor. a.Assim como a família da Trindade é uma só: Deus. Ele também nos fez uma só família: Adão – “homem e mulher os criou. Quando foram criados, ele os abençoou e os chamou Homem (Adão)” (Gn 5.2). Isto é, homem e mulher tinham um único nome, Adão, porque eram uma só carne, uma só família, assim como Pai, Filho e Espírito Santo têm um único nome Yavé e é um só Deus. b.Foi depois do pecado que Adão deu o nome de Eva à mulher – “Adão deu à sua mulher o nome de Eva, pois ela seria mãe de toda a humanidade” (Gn 3.20) c.A queda “trincou” a imagem de Deus no casal do Éden, separando-os pelas acusações e, tornando imperfeito o que era perfeitamente uma só carne – “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.” (Gn 2.24). Mas, e agora, há algum jeito de a imagem de Deus ser resgatada no homem? 3.A Imagem de nós em nós é resgatada em Jesus. a.A obra de Jesus no Calvário veio resgatar a imagem de Deus em nós por meio do termos Cristo formado em nós – “E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, se-gundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Se-nhor, que é o Espírito” (2Co 3.18) e “Meus filhos, novamente estou sofrendo dores de parto por sua causa, até que Cristo seja formado em vocês.”(Gl 4.19). b.O que nos identifica como discípulos de Jesus e Filhos de Deus é o fato de amarmos incondicio-nalmente – “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros" (Jo 13.35); “Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor está aperfeiçoado em nós” (1Jo 4.7-12). i.Portanto, se temos dificuldade de amar, perdoar e/ou aceitar as pessoas ou facilidade de julgar e falar pelas costas, é porque Cristo ainda não foi plenamente formado em nós. c.Amar é um verbo, portanto é uma ação e não um sentimento verbalizado – “Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade” (1Jo 3.18). i.Dizemos que amamos as almas perdidas. Mas quanto de dinheiro, tempo e oração dedicamos a elas? ii.Dizemos que amamos uns aos outros. Mas quanto dinheiro, tempo e oração dedicamos uns aos outros? Conclusão: A imagem e semelhança de Deus em nós é expressa não pela nossa racionalidade ou inteligência, mas pela capacidade de amar e viver em comunhão, nos doando uns aos outros pelo bem comum, assim como a Trindade Santa. Apelo: Se você quer que as pessoas vejam Deus em você separe um tempo a cada semana para se dedicar para o bem de pessoas que você não conhece ou com as quais tem pouco contato.