quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Homilética - Os tipos de sermão

As obras homiléticas fazem diferença entre três tipos básicos de sermões: o sermão temático ou tópico, o sermão textual e o sermão expositivo.
Embora seja possível essa divisão básica possa ser ampliada quase que indefinidamente os três tipos aqui apresentados são os pilares para a pregação bíblica e, por isso, nos ateremos somente a eles.
Vejamos:

Sermão Temático
É aquele cuja divisão é extraída do tema. Em outras palavras, divide-se o tema, não o texto de onde o tema é tirado.

As vantagens do sermão temático são as seguintes:
  1. É o de divisão mais fácil e o mais simples de se fazer. Isso se dá porque é mais fácil dividir um tema do que um texto, já que este é mais complexo que aquele.
  2. Possui uma lógica mais fácil e é muito útil para corroborar a ordem e a harmonia da Escritura.
  3. Mantém a unidade do sermão com mais facilidade devido à relação harmônica entre os pontos do sermão e o tema, mantendo a unidade do assunto.
  4. É o mais adequado para a abordagem de temas contemporaneos de caráter moral, evangelístico e datas especiais e ocasionais.
  5. É o mais adaptável à prática retórica.
As desvantagens são:
  1. É muito mais fácil se perder em divagações e generalizações vazias de sentido e profundidade.
  2. Requer um estilo mais apurado e formal do que os outros tipos.
  3. Exige mais imaginação e vigor intelectual, visto que se presta mais ao uso de símiles, metáforas e analogias.
  4. Exige profundo conhecimento teológico e geral por não estar limitado à análise do texto.
  5. Exige mais conhecimentos da lógica e da dialética, pois tende a discussões apologéticas.
  6. Há o perigo de desprezar o uso abundante das Escrituras.
Fonte bibiográfica:
Reifler, Hans Ulrich, Pregação ao Alcance de Todos, Edições Vida Nova.