quinta-feira, 31 de março de 2011

Espírito Santo, o Senhor da obra.

Igreja: A continuação da obra de Jesus
Texto: Atos 13.1-52
O Espírito Santo é o Senhor que comissiona, envia e realiza a obra da salvação através dos Seus servos.
Como podemos ter certeza de que o Espírito Santo nos chamou, enviou e está realizando a obra de salvação através de nós?
Atos 13.1-52 deixa clara a responsabilidade do Espírito Santo na realização plena da obra de Deus.

1.    O Espírito Santo é quem separa para a obra (vv. 1-3).
a.    O Espírito Santo age numa igreja bem ensinada – mestres e profetas.
b.    O Espírito Santo age numa igreja santificada – Servindo e jejuando.
c.    O Espírito Santo age numa igreja obediente à Sua ordem - Separai-me.
d.    O Espírito Santo age numa igreja responsável – jejuando, orando e impondo as mãos os despediram.
2.    O Espírito Santo é quem envia para onde quer (vv.4-43).
a.    O Espírito Santo foi quem levou Barnabé e Paulo até o Chipre.
                                          i.    Para envergonhar Satanás que enganava aquele povo por meio de Elimas – v.6,9-11.
                                         ii.    Para a salvação do procônsul Sérgio Paulo – v.7,12.
b.    João volta para Jerusalém (vv.13-15) porque ele não foi comissionado pelo Espírito, pois quem não é chamado não permanece no ministério ainda que seja muito talentoso. Lembre-se: talento aquilo que você tem e ministério é aquilo que tem você.
c.    Paulo e Barnabé, porém, continuam sua viagem e chegam a Antioquia (vv.16-43).
                                          i.    Os chamados não param e não voltam atrás porque alguém fez isso.
                                         ii.    Lembre-se: Os covardes nunca começam, os preguiçosos e inconstantes nunca terminam, mas os chamados nunca desistem.
                                        iii.    Em qual dos três você se enquadra?
Lá em Antioquia eles vão...
                                       iv.    Para ensinar àquele povo sobre o plano de Deus para Israel e para a salvação do mundo (vv.16-41).
                                        v.    As pessoas ficam maravilhadas com a doutrina de Jesus e pedem que eles retornem para continuar a ensinar sobre o Senhor (vv.42,43).
                                       vi.    Na semana seguinte a presença é multiplicada e muitos querem saber mais de Jesus (v.44).
3.    O Espírito Santo é quem salva e enche de alegria os discípulos ainda que em meio a lutas.
a.    A oposição surge devido ao ciúme do trabalho dos servos do Senhor e a calúnia é estabelecida para desacreditar os servos de Deus, mas eles não se rendem e mudam o foco do seu trabalho para os gentios. Resumindo, eles vão trabalhar com quem quer dar ouvidos ao evangelho (vv.45-49).
b.    A fidelidade dos servos do Senhor motivou uma perseguição contra eles e a sua expulsão daquela cidade (vv.50,51).
c.    Porém, o trabalho dos apóstolos não foi em vão, já haviam feito discípulos fiéis naquele lugar e todos estavam cheios e transbordavam de alegria no Espírito Santo (v.52).
d.    Ainda que o trabalho do Senhor resulte em dor e perdas ele nunca é vão, pois o Altíssimo honra a nossa fidelidade.  Você não pode escolher se vai sentir dor, mas você pode escolher não ficar sofrendo.