quarta-feira, 4 de março de 2009

O Discipulado.

Texto: Daniel 12:3

Introdução
Neste breve estudo, estaremos analisando sobre o que significa ser um discípulo de Cristo, como fazer discípulos através do exemplo de vida, da clareza de exposição e de um conhecimento sistemático das Escrituras, isto é, como ser um incentivador dos seus discípulos.

I- O que é um discípulo?
q Discípulo é aquele que permanece (vive) na Palavra do Senhor.
q Discípulo é aquele que dá muito fruto para a Glória do Deus.
q Discípulo é aquele que ama incondicionalmente.

II- Como fazer discípulos? (Mateus 28:20; Hebreus 13:7; 3 João 3-4)
q Ensinar a guardar
Nosso papel dentro do Reino é o de fazer o Evangelho conhecido e aceito em todo o mundo. Não basta falar. É preciso “ensinar a guardar”, isto é, nós precisamos fazer com que as pessoas sintam a necessidade de aplicarem o Evangelho às suas vidas.

Diante do exposto surge, então, a inevitável pergunta: Como? Vejamos:

Expondo o Evangelho com clareza – Não fale difícil, nem use termos estranhos com as pessoas. Seja claro e objetivo com as pessoas. Importante é que, ser simples no linguajar não quer dizer ser medíocre. Sempre use um vocabulário condizente com seu público.

Apresente o plano de Deus para a humanidade (Mt 28:20) – Comece com Gênesis 1:26-27. Mostre que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, e lhe deu autoridade sobre a criação. Faça o ouvinte entender que ter a imagem Deus significa ser semelhante a Ele.
Passe para Gênesis 3:8 – O evangelizando precisa saber que o homem pecou deliberadamente e então, se escondeu de Deus por não querer expor o seu pecado.
Leia Isaías 59:2 e Romanos 3:23 – Para que a pessoa entenda que está separada de Deus pelo seu pecado, e que as suas obras de justiça própria não passam de “trapos de imundícias” aos olhos do Senhor (Is 64:4).
Por fim, leia Romanos 6:23 e João 1:12 – E mostre ao evangelizando que o único meio de se chegar a Deus é Jesus. Isto é, a pessoa precisa aceitar o sacrifício de Jesus no Calvário pela sua vida, e então, passar a viver conforme um verdadeiro discípulo do Senhor (1 Jo 2:6).
Termine com o apêlo – Talvez ela nem aguarde o apelo. Mas não tente forçar a pessoa a nada. Deixe que o Espírito Santo faça o seu trabalho. (Jo 16:8)

Acompanhe o seu discípulo (Hb 13:7) – Um discípulo é um filho que, com certeza, se espelhará em você. Não importa quem seja o pastor da igreja, você será o paradigma de cristão para esta pessoa. O apóstolo Paulo compreendia bem o que isto dizer para o discipulador, a tal ponto de se colocar como exemplo (l Co 11.1). E isto não traz em si uma exaltação, mas uma humilhação, pois maior responsabilidade repousa sobre os ombros do mestre (Tg 3:1).

Seja um incentivador (3 Jo 3:4) – Ressalte uma atividade digna do seu discípulo com uma palavra de incentivo , porém , seja sincero sempre.

Conclusão
Fazer discípulos não é um trabalho fácil, mas que exige muito estudo , acompanhamento , dedicação , oração e sobretudo amor. Entretanto , é um trabalho maravilhosamente compensador e alegre, pois nos faz ver o quanto o Senhor quer nos usar para sermos espelhos para os outros.


28/06/2000.